Perfil Epidemiológico e Clínico-Funcional de Pacientes após Trauma Raquimedular em um Hospital de Urgências Em Goiânia.
PDF

Palavras-chave

Traumatismos da Coluna Vertebral
Compressão da Medula Espinal
Traumatismos da Medula Espinal
Funcionalidade; Epidemiologia.

Como Citar

Perfil Epidemiológico e Clínico-Funcional de Pacientes após Trauma Raquimedular em um Hospital de Urgências Em Goiânia. (2024). Revista Científica Do Hospital De Urgências De Goiás | ReHUGO , 1(1), 42-62. https://jornal.hugo.org.br/index.php/ReHUGO/article/view/6

Resumo

Introdução: O traumatismo raquimedular (TRM) é caracterizado por uma lesão na medula espinal, que gera alterações nas funções motoras e sensitivas. O conhecimento sobre dados epidemiológicos é essencial para se propor medidas de prevenção para poder fornecer serviços de referência ao atendimento e tratamento dos pacientes com lesão medular. Objetivo: Avaliar as variáveis epidemiológicas e clínico-funcionais dos pacientes vítimas de TRM atendidos em um hospital de Urgências de Goiás. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal analítico, composto por pacientes internados nas enfermarias, advindos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou emergência. Resultados: 45 pacientes, com uma média de idade de 45,07 anos, sendo 70% deles do gênero masculino. O mecanismo de trauma mais frequente foi o acidente de trânsito (48,9%) quando associavam-se acidentes de moto e carro, seguidos por queda de altura (26,7%). A distribuição do TRM, quanto ao nível neurológico, foi: torácico, com 18%; cervical 13,2 % e lombar 4,4%. A respeito das lesões associadas no momento do trauma, a fratura de membros superiores e inferiores prevaleceu. Em relação às complicações ocorridas após TRM, as mais encontradas foram lesão por pressão e infecção urinária. Conclusão: O perfil clínico e epidemiológico foi compatível com o de outras regiões do país, com prevalência de indivíduos do sexo masculino, sendo a principal causa de TRM relacionada com acidentes de trânsito e as quedas de altura. 

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Revista Científica do Hospital de Urgências de Goiás | ReHUGO